Colunista Herbert Sousa
GP1

TCE precisa ficar de olho nas licitações do último mês da gestão de Marcos Elvas


O Ministério Público e o Tribunal de Contas precisam de um olhar mais apurado nas licitações que serão realizadas no apagar das luzes da administração do prefeito Marcos Elvas (PSDB), de Bom Jesus.

Numa delas, o Pregão Presencial n° 033/2020, com abertura prevista para o dia 07 de dezembro, o prefeito vai licitar a contratação de uma empresa para a prestação de serviços de locação, montagem, manutenção e desmontagem de estruturas, que serão utilizados na realização da Expofeira e Festividades alusivas aos 82 anos da cidade. O valor da licitação é de R$ 515.141,83 (quinhentos e quinze mil, cento e quarenta e um reais e oitenta e três centavos).

  • Foto: Lucas Dias/GP1Prefeito Marcos ElvasPrefeito Marcos Elvas

Dois dias depois, em 09 de dezembro, o prefeito licita a contratação de empresa para o fornecimento de equipamentos de som, destinados às instalações do Centro Cultural de Bom Jesus, no valor de R$ 157.771,84 (cento e cinquenta e sete mil, setecentos e setenta e um reais e oitenta e quatro centavos).

O prefeito Marcos Elvas foi derrotado nas urnas e não conseguiu emplacar como sucessora a candidata Cledja Moreno Benvindo, que foi derrotada pelo candidato Nestor Elvas.

Todo cuidado é pouco!

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.