GP1

Esportes

Atlético-MG encara Atlético-GO para aumentar vantagem e série invicta

Na partida contra a equipe goiana, Cuca poderá contar com Arana, Junior Alonso e Alan Franco de volta.
Por Estadão Conteúdo

Cada vez mais embalado no Brasileirão, o Atlético-MG vai encarar o Atlético-GO, às 18h15 deste domingo, em busca de números. Se vencer o anfitrião no estádio Antônio Accioly, em Goiânia, pela 27ª rodada, o time mineiro vai ampliar ainda mais a vantagem na liderança do Brasileirão e alcançará o 19º jogo sem derrota, a terceira maior marca da era dos pontos corridos do campeonato.

O recorde pertence ao Palmeiras, com seus 33 jogos invictos entre 2018 e 2019 e o título brasileiro no primeiro ano. O Flamengo aparece na segunda posição, com 24 partidas sem derrotas em 2019. Os cariocas foram campeões naquele ano. Agora o Atlético-MG quer se inspirar nos rivais para emplacar esta terceira marca de invencibilidade e, de quebra, chegar ao título, como fizeram Palmeiras e Flamengo em suas séries vitoriosas.

Líder disparado, o time comandado pelo técnico Cuca está no caminho. Exibe 11 pontos de vantagem sobre o vice-líder Flamengo (56 a 45). Tem dois jogos a mais, que poderiam diminuir esta diferença, sem ameaçar a primeira colocação. Do outro lado, terá o Atlético-GO, que vive situação inversa, caindo de rendimento em comparação aos bons jogos do início da competição. O xará goiano é apenas o 12º, como 31 pontos.

Para ampliar a série invicta dos mineiros, Cuca terá ao seu dispor bons reforços, os jogadores que estavam com suas seleções nas Eliminatórias da Copa do Mundo. Guilherme Arana fez sua estreia pela seleção brasileira na quinta, Junior Alonso foi novamente titular do Paraguai e Alan Franco estava integrado à seleção do Equador.

Do trio, Arana é o único que certamente será titular no domingo. Isso porque seu reserva imediato na lateral-esquerda, Dodô, vai cumprir suspensão. O zagueiro Junior Alonso também deve começar entre os 11, empurrando Réver novamente para o banco de reservas.

Desfalques na rodada passada, na vitória sobre o Santos por 3 a 1, os atacantes Hulk e Eduardo Vargas treinaram normalmente na quinta e na sexta e podem reaparecer no time. Já Diego Costa voltou a preocupar, por questões físicas.

Atlético-GO

Sem vencer há três jogos, o Atlético-GO vive um período turbulento na competição. O time tem o segundo pior ataque do Brasileirão, ao lado do Grêmio, com apenas 20 gols marcados, superando apenas o Sport, que anotou 14. Nas últimas 20 partidas, foram apenas quatro vitórias.

Para tentar vencer o Atlético-MG e colocar fim na incerteza que paira sobre seu time, o técnico Eduardo Souza vai promover duas mudanças. O volante Matheus Barbosa será substituído por Gabriel Baralhas. Acontece que Barbosa sentiu a parte posterior da coxa direita diante do Bragantino e foi vetado pelo departamento médico.

No ataque, a disputa está entre Janderson e Ronald por uma vaga no time titular. O primeiro é o favorito para começar jogando. Eduardo Souza não descarta a alternativa de jogar com três zagueiros para liberar os dois laterais. Ele tiraria o atacante André Luis para colocar o zagueiro Oliveira.

"Estamos chegando em uma fase decisiva do campeonato. Todo mundo conhece todo mundo e é preciso ter variações. É isso que trabalhamos. Vamos trabalhar na sequência. Temos cinco grandes zagueiros (Wanderson, Éder, Oliveira, Werley e Pedro Henrique), acho que o Atlético-GO, nessa posição, nunca esteve tão bem servido", explicou para justificar sua opção por três zagueiros.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.