GP1

Esportes

Tite elogia a atuação de estreantes na seleção brasileira

Raphinha e Antony entraram e fizeram uma boa partida na vitória por 3 a 1 sobre a Venezuela.
Por Estadão Conteúdo

Com dificuldades, depois de um primeiro tempo abaixo do esperado, a seleção brasileira derrotou de virada a Venezuela por 3 a 1, na noite de quinta-feira, em Caracas, e se manteve com 100% de aproveitamento nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022 após nove jogos. Para vencer a lanterna da competição, o técnico Tite teve de recorrer a alguns estreantes na segunda etapa, casos dos atacantes Raphinha e Antony. Eles mereceram grande destaque do comandante.

"Tivemos alguns jogadores que tiveram dois trabalhos táticos. Raphinha, Antony, Artur (Cabral). E esses momentos servem pra botar na arena! Bota na arena para jogar! Eu estava falando com o Juninho (Paulista, coordenador da seleção) antes, é isso que estamos fazendo. Nossa campanha tem alguns desses momentos. E há oscilações e elas são do jogo. Tem que ser cascudo para saber que estava perdendo o jogo e se manter concentrado, com as peças que entram e dão a contribuição técnica", disse o treinador, que prosseguiu:

"No intervalo, eu coloquei para eles. Quando uma equipe não está bem, é sempre o conjunto. Eu falei: 'Vocês precisam melhorar o desempenho individual de vocês'. A estrutura e equilíbrio, são minhas. Mas vamos elevar o nível técnico e a gente vai ter essas peças importantes que entraram. E nessa parcela de contribuição, vamos colocando jovens. (Guilherme) Arana jogou muito e estreou hoje (quinta-feira). Quem nunca colocou uma camisa pesada... não é jogar no Corinthians, no Atlético-MG, me desculpe, mas vem com uma expectativa muito grande. São duas grandes equipes, claro que sim, mas a expectativa. E aí o Arana foi para o jogo, natural. E esses jovens, vamos dando condições de colocá-los para jogar e ver suas próprias reações nos jogos", comentou.

O lateral-esquerdo Guilherme Arana foi titular, mas os principais destaques entraram no segundo tempo. Antony balançou as redes e Raphinha participou dos lances dos três gols - dando assistência para o primeiro e para o último e criando a jogada do pênalti, que originou o segundo - marcado pelo centroavante Gabriel.

Tite reconheceu que a seleção brasileira teve problemas no primeiro tempo, mas viu uma atuação "de alto nível" nos 45 minutos finais, quando a equipe virou o jogo marcando três gols e garantindo o 100% de aproveitamento nas Eliminatórias. "Está correto que não tivemos o processo de criação e conclusão, com exceção de 10, 15 minutos, que teve uma bola no poste (de Éverton Ribeiro, aos 21 minutos) e outros dois lances. Venezuela teve gol, terminou melhor primeiro tempo. Tivemos um segundo tempo de alto nível, com entradas de peças que nos deram não só os gols, mas o desempenho para ter a vitória", analisou.

Com 27 pontos após nove partidas, o Brasil lidera com folga as Eliminatórias. Nesta rodada tripla de outubro, a seleção volta a campo neste domingo, às 18 horas (de Brasília), para enfrentar a Colômbia, em Barranquilla. Na próxima quinta-feira, às 21h30, o adversário será o Uruguai, na Arena Amazônia, em Manaus.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.