Política

B. Sá Filho nega desconforto com titulares após retorno à Alepi

“Não [houve desconforto], até porque a gente sabe que os mandatos são deles", declarou B. Sá Filho.

Andressa Martins
Teresina
Germana Chaves
Teresina
Jeyson Moraes
Teresina
- atualizado

O suplente de deputado estadual B. Sá Filho (Progressistas) negou na manhã desta segunda-feira (14) que tenha havido algum desconforto com os deputados titulares que retornaram à Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) no início de setembro deste ano.

Na ocasião, os deputados retornaram com a justificativa de que queriam participar da votação dos pedidos de empréstimos mandados pelo governador Wellington Dias (PT).

  • Foto: Alef Leão/GP1B. Sá FilhoB. Sá Filho

“Não [houve desconforto], até porque a gente sabe que os mandatos são deles, a gente está aqui na suplência, a gente fez parte da coligação que contribuiu com a formação de 24 deputados e a gente sabe que no momento oportuno, o que é comum acontecer, os parlamentares titulares retornarem para os mandatos e votarem certas ações que eles acham que é importante e a gente está aí nesse aguardo”, afirmou.

Ainda sem data certa para o retorno, B. Sá Filho disse que os seis suplentes desejam retornar o “quanto antes”. O suplente disse também que o governador “está certo” em ter designado aos deputados e suplentes a resolução do caso.

“O governador está certo, é uma questão que tem que ser resolvida entre nós mesmos. A última pessoa para poder resolver essa questão é o governador, ele é um homem que gosta do entendimento, da conversa, do diálogo. Eu acho que na hora, enquanto há possibilidades para isso, ele vai tentar ao máximo aproveitar essas tratativas”, finalizou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Themístocles diz que deputados titulares são ‘donos’ dos mandatos

Deputados titulares retornam à Alepi sem comunicar os suplentes