GP1

Teresina - Piauí

DHPP registra cinco assassinatos em Teresina no fim de semana

As vítimas tinham entre 24 anos e 57 anos de idade. A Polícia Civil vai investigar todos os casos.

O Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa – DHPP – registrou cinco mortes violentas entre a noite da última sexta-feira (06) e as primeiras horas da manhã desse domingo (08). As vítimas tinham entre 24 anos e 57 anos de idade.

O primeiro caso ocorreu no bairro Novo Horizonte, zona sudeste de Teresina. Pedro Henrique da Silva, de 26 anos, foi executado com cinco tiros por volta de 22h45 de sexta-feira (06). A vítima estava na porta de casa com um amigo, quando os suspeitos chegaram ao local e passaram a efetuar vários disparos de arma de fogo, ceifando a vida de Pedro Henrique e deixando seu amigo ferido.

Cerca de três horas depois, já na madrugada de sábado (07), no Ilhotas, zona sul de Teresina, um motorista de aplicativo, identificado como Pedro Vyctor Rodrigues Silva, foi executado dentro do próprio carro, ao lado da namorada. Os suspeitos abordaram a vítima por volta de 1h20 e em seguida efetuaram vários tiros. A mulher, não identificada, não sofreu nenhum ferimento.

Por volta de 16h40, também na zona sul, um jovem de 29 anos foi morto a tiros em um posto de combustíveis na Cerâmica Cil. Francisco Eliselton Sousa Sales estava abastecendo uma motocicleta, quando teve uma breve discussão com o acusado, que o alvejou com vários tiros na região do peito e em seguida empreendeu fuga.

No final da noite, por volta de 23h, Francisco Melo do Nascimento, 29 anos, foi executado na invasão Lindalma Soares, localizada na Avenida Poti Velho, zona norte de Teresina. Segundo relatos de testemunhas, a vítima estava em uma motocicleta com outra pessoa, quando dois indivíduos os abordaram e efetuaram vários disparos, que atingiram somente Francisco Melo.

O último caso ocorreu no domingo (08). O pedreiro João Gomes da Silva, 57 anos, foi vítima de um latrocínio registrado na Vila Palitolândia, zona sul de Teresina. A vítima estava a cerca de 200 metros de sua residência, quando foi abordada por bandidos. João Gomes acabou reagindo e foi alvejado a tiros, indo a óbito ainda no local do crime.

As investigações de todos os casos ficarão sob responsabilidade do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa que já iniciou os levantamentos iniciais para as equipes darem continuidade aos trabalhos a partir desta segunda-feira (09).

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.