GP1

Política

Dono da JBS diz que Guido Mantega distribuía propina para o PT

Segundo a delação de Joesley Batista, dono do frigorífico JBS, Guido Mantega era contato do delator com o partido.

O empresário Joesley Batista, dono do frigorífico JBS, afirmou em delação à Procuradoria-Geral da República (PGR) que o ex-ministro Guido Mantega era o contato dele com o Partido dos Trabalhadores (PT).

Segundo o colunista do jornal O Globo, Lauro Jardim, a gravação faz parte do material da delação premiada de Joesley e de seu irmão, Wesley Batista, fecharam com a Procuradoria-Geral da República (PGR) na Operação Lava Jato.

  • Foto: Pablo Valadares/Estadão ConteúdoGuido MantegaGuido Mantega

De acordo com o jornal, o ex-ministro da Fazenda de Lula e Dilma Rousseff negociava o dinheiro da propina para ser distribuído aos petistas e aliados com o empresário. De acordo com Joesley, também era Mantega que operava os interesses da JBS e no BNDES. O dono da JBS disse ainda que havia uma espécie de conta corrente para o PT na JBS.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.