GP1

Política

"O PT votou contra as pessoas que passam fome", afirma Júlio Arcoverde

A declaração foi dada em resposta a bancada do PT que votou contra a aprovação do Auxílio Brasil.

O deputado estadual Júlio Arcoverde (Progressistas) teceu duras críticas aos deputados do Partido dos Trabalhadores que votaram contra a PEC dos Precatórios, que viabiliza a instituição do Auxílio Brasil, programa social que vai substituir o Bolsa Família. Em entrevista à imprensa nesta quinta-feira (04), o presidente do PP no Piauí afirmou que o PT votou contra pessoas que passam fome no país.

Arcoverde afirmou que o posicionamento do PT foi motivado por questões eleitorais. Na opinião do deputado do PP, os parlamentares petistas não votaram contra o presidente Jair Bolsonaro, e sim contra os brasileiros que precisam do Auxílio Brasil.

Foto: Lucas Dias/GP1Júlio Arcoverde
Júlio Arcoverde

“É impressionante como o PT fez uma política eleitoral. Eles não votaram contra o presidente Bolsonaro, contra a PEC, o PT votou contra as 20 milhões de pessoas que seriam beneficiadas”, disparou Arcoverde.

O deputado mencionou o que já tinha sido dito pelo ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, que mais cedo também criticou a bancada do PT. “É como o senador disse, ele viveu pra ver isso, isso chocou toda a classe política, como as pessoas se apequenam tanto em relação a política eleitoral, o PT votou contra aquelas pessoas que passam fome no nosso país”, exclamou Júlio Arcoverde.

Ciro Nogueira

O ministro piauiense usou as redes sociais logo após a votação da PEC para criticar os petistas e afirmou sentir “vergonha alheia” dos deputados do PT. “Nunca pensei que chegaria o dia em que veria o PT votar contra um auxílio aos 20 milhões de brasileiros vítimas da fome. Vergonha alheia”, escreveu Ciro no Twitter.

PEC

O texto-base da PEC dos Precatórios foi aprovado, em primeiro turno, na madrugada desta quinta-feira (04) no plenário da Câmara dos Deputados, por 312 votos a favor e 108 contrários. O objetivo da proposta é liberar cerca de R$ 90 bilhões que seriam destinados a pagar dívidas judiciais, para viabilizar o pagamento do Auxílio Brasil.

Os dois deputados piauienses do PT, Merlong Solano e Rejane Dias, votaram contra a PEC.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.