GP1

Política

Deputado Daniel Silveira continua preso após audiência de custódia

O parlamentar foi preso após divulgar um vídeo sobre o Ato Institucional 5 (AI-5) e fazer declarações contra ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).
Por Estadão Conteúdo

O juiz Aírton Vieira, que atua no gabinete do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu nesta quinta-feira (18) manter preso o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), detido na noite de terça-feira após divulgar um vídeo sobre o Ato Institucional 5 (AI-5) e fazer declarações contra ministros do STF.

Por 11 a 0, o plenário do Supremo confirmou a decisão do ministro de prender o deputado. A palavra final sobre a situação do parlamentar, no entanto, será da Câmara.

Daniel Silveira deverá ser transferido para o Batalhão da Polícia Militar, que tem melhores condições carcerárias. Conforme determinado por Moraes, Aírton Vieira presidiu a audiência de custódia.

Segundo o Estadão apurou, o representante do Ministério Público Federal (MPF) alegou na audiência que a prisão foi regular.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.