Fechar
GP1

Política

Presidente Jair Bolsonaro chama senador Jorge Kajuru de mentiroso

Kajuru disse que o presidente da Pfizer esperou 10 horas para falar com Bolsonaro que não o atendeu.

“Mais uma mentira”. A declaração foi dada pelo presidente Jair Bolsonaro, nessa segunda-feira (12), ao rebater o senador Jorge Kajuru que afirmou que o presidente da Pfizer, empresa desenvolvedora de vacina contra a covid-19, esperou 10 horas para falar com Bolsonaro que não o atendeu.

Durante entrevista à CNN Brasil, Kajuru relatou que, ainda no ano passado, o presidente da empresa farmacêutica ficou esperando 10 horas para falar com Bolsonaro não tendo sido recebido por Bolsonaro. "O presidente da Pfizer veio ao Brasil no ano passado para oferecer vacina ao presidente Bolsonaro. Ele chegou no Palácio 8 horas da manhã, às 18 horas, olha o tempo que ele ficou lá, o chá que ele levou, às 18 horas vieram dizer a ele que o presidente não poderia atendê-lo", disse Kajuru.

O senador disse que a situação foi presenciada por um ex-ministro da Saúde, que ele não quis citar o nome, mas que "na hora certa todo mundo saberá". Ao final da entrevista, a jornalista informou que ao ser procurada a Pfizer afirmou que as informações do senador Jorge Kajuru não procedem.


Em sua página no Twitter, Bolsonaro negou a informação e afirmou que é “mais uma mentira do Kajuru". O presidente ainda questionou quem seria o ex-ministro da Saúde. "Quem seria o ex-ministro da Saúde citado pelo senador? Com a palavra aquele que me gravou, obviamente, sem autorização", escreveu se referindo a uma conversa que teve com o senador e que foi gravada e divulgada por ele.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2024 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.