Chefão do Baixo Parnaíba reaparece, faz um refém e assalta comércio

- atualizado

Haroldo Pereira de Araújo, o Haroldo, chefe de um grupo criminoso que estabeleceu um clima de terror no Baixo Parnaíba a partir da crença de que tem "pacto com o capeta", promoveu, no final da tarde de ontem (29), em povoados que ligam os municípios de Barras e Miguel Alves, ações audaciosas que incluíram o sequestro relâmpago de um jovem e a invasão de um estabelecimento comercial de onde levaram objetos de valor e até um televisor moderno.

Haroldo, de forma cinematográfica fugiu depois da ação com pelo menos mais dois comparsas por veredas abertas pelo seu próprio grupo. Astucioso, Haroldo construiu literalmente as próprias rotas, dentro de matagais densos pelas quais consegue fugir, de motocicletas, e em velocidade que poucos acreditam ser possível dentro de um matagal.

EXCLUSIVAS

Cinco meses

Há exatos cinco meses, criou-se no Baixo Parnaíba, uma força tarefa para localizar e capturar Haroldo, acusado de assaltos, roubo de motos e provavelmente de homicídios.

Até agora, mesmo recebendo reforços aqui e acolá, a polícia de Barras, onde o QG da operação foi montado, não conseguiu nada mais do que a detenção de familiares que o acobertavam.

Por que Haroldo escapa?

São vários os motivos pelos quais a polícia ainda não conseguiu capturar Haroldo Araújo. O primeiro deles é uma ampla rede de proteção familiar e de amigos.

Conhece cada pau

Para completar o "encanto" de Haroldo, tem o seu histórico na região: ele nasceu praticamente dentro das matas em que hoje consegue se esconder. "Conhece cada pau da região", reconheceu um policial.

Na terra e nos ares

O mesmo policial me disse que, "quando Haroldo entra numa mata, ninguém consegue acompanhá-lo porque é tudo fechado e por cima ninguém visualiza porque ele só entra em mata densa.

Só suspeitas

Haroldo teria feito favores a alguns políticos da região no passado, suspeitam alguns policiais encarregados de localizá-lo, mas não existe ainda uma prova concreta dessa imaginável proteção.

Evaldo dá uma de líder

  • Foto: Lucas Dias/GP1Evaldo GomesEvaldo Gomes

Evaldo Gomes, presidente do Solidariedade no Piauí, prestou um grande serviço ao Governo, no início da tarde de ontem, no plenário da Assembleia Legislativa, ao apartear a deputada Teresa Britto, que passava um rolo compressor no Palácio de Karnak por causa da deterioração dos hospitais públicos.

Astúcia

  • Foto: Lucas Dias/GP1Teresa BrittoTeresa Britto

Astucioso, Evaldo Gomes, que está praticamente com os dois pés dentro do Karnak, percebeu que não era a hora de radicalizar com a deputada, que fazia uma crítica pertinente pelo fato de Francisco Limma, líder do Governo de direito, ter convocado o secretário Florentino Neto, para dar explicações sobre a situação caótica nos hospitais do interior na comissão de administração, da qual ele faz parte, e não para a Comissão de Saúde, presidida por Teresa Britto.

Aparte amorteceu

Com o aparte, Evaldo Gomes amorteceu a discussão e propôs um entendimento para a ida do secretário à Assembleia, por se tratar de assunto de grande interesse público, após uma consulta mais ampla.

Mulher certa, no lugar certo

Nos corredores políticos a maioria das pessoas comenta que a deputada Teresa Britto (PV) é a mulher certa na comissão certa. Ela preside a Comissão de Saúde Pública da Assembleia Legislativa.

Governo vacilou

Pedindo omissão de seu nome, um deputado estadual da base do Governo, disse a este repórter que o Governo vacilou ao não evitar a ida de Teresa Britto para a presidência da Comissão de Saúde, área muito exposta da administração.

Fogo amigo para Osmar

  • Foto: Helio Alef/GP1Osmar JúniorOsmar Júnior

Dentro do próprio Governo já existe um pequeno núcleo que desqualifica a articulação política de Osmar Júnior e acha que o cargo de secretário de Governo deveria ser ocupado por um petista da gema.

Ligação com Firmino

  • Foto: GP1Firmino FilhoFirmino Filho

Entre as desconfianças do grupo resistente a Osmar está o fato de o secretário de Governo de Wellington Dias ter ligações muito fortes com Firmino Filho, pretenso candidato a governador em 2022.

PCdoB frita Enzo

  • Foto: Lucas Dias/GP1Enzo SamuelEnzo Samuel

O atuante e boa praça vereador Enzo Samuel (PC do B) estaria sendo "fritado" pelo seu partido para as próximas eleições. A cúpula do partido estaria preparando para o seu lugar uma sobrinha de Osmar Júnior.

Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.

Sobre o autor

Bacharel em Direito, Feitosa Costa é jornalista desde 1977 e escreve a Coluna Política & Bastidores. Contato: (86) 98162 1515 / 99987 8114