Firmino Filho foi omisso na tragédia do Parque Rodoviário, diz OAB

- atualizado

O prefeito Firmino Filho foi omisso, “pelo menos no quesito fiscalização”, na tragédia do Parque Rodoviário, segundo entendimento da advogada Justina Vale de Almeida, presidente da Comissão de Promoção e Cidadania, da Ordem dos advogados do Brasil (OAB), seccional do Piauí.

Os fatos trágicos ocorreram na última quinta-feira, dia 4 deste mês, quando duas pessoas morreram e dezenas de casas foram derrubadas, deixando muitas famílias desabrigadas.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Prefeito Firmino FilhoPrefeito Firmino Filho

“Foi uma tragédia anunciada”, disse, no início da tarde de ontem a este repórter a advogada Justina, lembrando que a prefeitura tem todos os recursos técnicos para fiscalizar as áreas de risco de Teresina, uma vez que os recursos tecnológicos servem inclusive para fazer os levantamentos que resultam na cobrança do IPTU.

Exclusivas

Gangorra

A base aliada do Governo do Piauí optou por discutir a ocupação de cargos com mais sutileza. A troca de farpas entre parlamentares publicamente não estava pegando bem.

A resposta

A tragédia ocorrida no Parque Rodoviário não pode cair no esquecimento. Há outros casos de repercussão nacional em que as vítimas lutam até hoje para serem indenizadas.

O ser humano

Muitos políticos visitaram as famílias desabrigadas no Parque Rodoviário e fizeram doações. O problema é que alguns abusaram do marketing nas redes sociais e atraíram criticas do público, causando verdadeira revolta.

Segunda via

Enquanto os debates estão voltados para a reforma da Previdência e o pacote anticrime, o Ministério da Infraestrutura Nacional fechou parcerias que renderão cerca de R$ 7 bilhões em investimentos em setores aeroportuários, ferroviários e portuários ao país.

Esperança

  • Foto: Dida Sampaio/Estadão ConteúdoEngenheiro Tarcísio Gomes de FreitasEngenheiro Tarcísio Gomes de Freitas

Com essas concessões, cresce a expectativa da geração de emprego em vários setores, especialmente no da construção civil. O ministério é comandado pelo jovem Tarcísio Freitas, que faz questão de vistoriar todas as obras.

Sem saída

O motorista teresinense não sabe se escapa dos radares móveis da prefeitura ou das crateras que há nas ruas.

Falta visão

As fortes chuvas registradas no interior do Piauí criam verdadeiras armadilhas para os motoristas. A água esconde os inúmeros buracos das estradas.

Sigilo

A retomada de conhecida 'Operação Policial' pode acontecer com as análises das quebras de sigilos bancários de poderosos investigados. Como de costume, a Polícia Federal pode acordar muita gente numa dessas manhãs quentes do Piauí. E não demora muito.

Invertendo as coisas

Humberto Coelho, que há décadas ocupa cargo em comissão, fez um discurso sobre como deve ser o jornalista brasileiro.

Estão mesmo invertendo a coisas.

O espião

  • Foto: Hélio Alef/GP1Vereador JoninhaVereador Joninha

Vereadores de Teresina, alguns da base do prefeito, comentam, pedindo omissão de seus nomes, que têm medo de falar qualquer coisa sobre a administração municipal na presença do colega Joninha “porque em pouco tempo o Palácio da Cidade fica sabendo”.

Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.

Sobre o autor

Bacharel em Direito, Feitosa Costa é jornalista desde 1977 e escreve a Coluna Política & Bastidores. Contato: (86) 98162 1515 / 99987 8114