Por que a polícia prendeu dono de gráfica e não prende Venilson de Oliveira?

- atualizado

A Polícia Civil divulgou com estardalhaço na manhã de hoje (06) a prisão do empresário Genilson Lima da Silva, acusado de falsificar certidões para recebimento de valores junto a Prefeitura Municipal de Teresina.

Não muito longe, o empresário Venilson de Oliveira Rocha, proprietário de uma empresa de fachada, recebeu da Prefeitura de Teresina, na Administração Firmino Filho, mais de R$ 2 milhões mesmo após a Controladoria Geral do Município de Teresina – CGM constatar indícios de fraude (adulteração) de certidões comprobatórias de regularidade fiscal apresentadas pela empresa VR Serviços em processos de pagamentos.

  • Foto: Lucas Dias/GP1-FacebookFirmino Filho e o empresário VenilsonFirmino Filho e o empresário Venilson

Nos meses de outubro e novembro de 2016, o então secretário municipal de finanças, Jalisson Hidd Vasconcellos, encaminhou ofícios à Receita Federal, Secretaria da Fazenda do Estado do Piauí e Ministério Público Estadual, comunicando ter detectado indícios de adulteração na Certidão Negativa de Débitos – CND da Receita Federal, Certidão de Situação Fiscal e Tributária emitida pela Secretaria de Estado da Fazenda e Certidão da Dívida Ativa do Município de Teresina, apresentadas pelo empresário nos processos de pagamentos originários de diversos órgãos da Prefeitura de Teresina.

Misteriosamente, a investigação contra o empresário e suas relações nada republicanas com o prefeito Firmino Filho nunca foram adiante.

Até mesmo a determinação dada pelo procurador-geral de Justiça Cleandro Moura para que fosse instaurado inquérito policial foi engavetada na Delegacia Geral de Policia Civil.

É um claro e patente exemplo de dois pesos e duas medidas.

  • Foto: DivulgaçãoOfício enviado pelo então secretário Jalisson Hidd ao Ministério Público, afirmando que as certidões eram falsasOfício enviado pelo então secretário Jalisson Hidd ao Ministério Público, afirmando que as certidões eram falsas
  • Foto: DivulgaçãoOfício enviado pelo então secretário à Receita Federal, informando sobre a fraudeOfício enviado pelo então secretário à Receita Federal, informando sobre a fraude
  • Foto: DivulgaçãoOfício enviado pelo então secretário à Secretaria Estadual de Fazenda, apontando as irregularidadesOfício enviado pelo então secretário à Secretaria Estadual de Fazenda, apontando as irregularidades

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Acusado de falsificar certidão da Prefeitura de Teresina é preso

Pedido de investigação contra Venilson de Oliveira está no 1° DP

MP mandou Polícia Civil investigar empresário Venilson de Oliveira

Firmino Filho pagou com dinheiro da Educação empresário que falsificou certidões

Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.

Sobre o autor

Herbert Sousa é jornalista. Contato: (86) 9 8806-8907 / (86) 9 9436-9811